Segunda-feira, 8 de Outubro de 2018

CRÓNICA DO NOSSO TEMPO ! * O ZÉ DOS SANTINHOS

 CRÓNICA DO NOSSO TEMPO !

QUANDO O ZÉ DOS SANTINHOS – MISTURAVA,

a venda de artigos Religiosos com outros produtos.

 O séc. XX, tinha dobrado à um ano, o Outono já dava mostras  da sua chegada  – havia dias que chovia.  Era tempo de iniciar um novo ano escolar.  Manhã cedo, uma meia dúzia de mães estavam com os filhos junto ao grande portão de madeira, esperando a abertura da escola.

- Alguns com bata branca vestida, e com uma pequena mala de cartão, outros traziam um saco de linhagem – onde tinha a pedra para escrever, alguns cadernos, livros de leitura e geografia.

- Entre os novos alunos daquele ano, estava o Manuel Farinha dos Santos, já conhecido entre o rapazio das barracas pelo “Manel dos Santinhos”, estava acompanhado pelo pai – José dos Santos.

 - Este, tinha chegado havia poucos anos a Salvaterra de Magos, foi ocupar uma barraca vazia atrás do cemitério. Era homem de poucas falas, e os vizinhos não sabiam de onde tinha vindo com a família.

 Sendo portador de deficiência arrastava a perna esquerda, necessitando de uma bengala para se movimentar.

- A chamada dos novos alunos foi feita pela empregada; Joaquina Magalhães, que nos foi indicando as carteiras em madeira.

Os 40 alunos já sentados – 2 a 2 ( foi meu companheiro; Manuel Marques Francisco), estavam calados -  o barulho não se ouvia na sala.

 - Com a entrada do professor; Armando Duarte Miranda, homem usando óculos de lentes grossas, e penteado com o cabelo escorrido na cabeça, todos se levantaram, e disseram bom dia – em coro !...

- A empregada Magalhães, já nos tinha ensinado tal forma de cumprimentar  o nosso docente, e assim iniciamos o primeiro dia de aulas de uma nova etapa das nossas vidas.

- Em 1957, quando entrei no mundo do trabalho, na Central das carreiras, estas ainda paravam no Largo do Lopes, em frente à escola primária “O Século”, o José dos Santos, chegava sempre pela manhã, algum tempo antes de  apanhar o transporte, que o levaria a Benavente – seu local de venda.

 Era de vê-lo, de casaco vestido e boné na cabeça, apoiando-se na bengala, com uma pequena mala de cartão/ ou por vezes com um saco na mão esquerda.  A tiracolo, tinha dias que usava um saco onde tinha uma “bucha” para comer durante o dia.

-  O José dos Santinhos, como era conhecido por aqui nestas terras vizinhas,  sentava-se num banco daquele jardim, e logo ai tinha clientela. 

 O seu negócio, era pelas ruas de Benavente, e sendo de pequena monta; tinha na mala alguns baralhos de cartas, fotos com pornografia, calendários de bolso, e no campo religioso não deixava de ter; fotos de santos, crucifixos e terços.

Jose dos Santinhos.png

 -  Os pequenos “botões” de cortiça que vendia, eram velas (para colocar  num copo com azeite,  onde o pavio se conservava durante horas a arder, guardava – os num pequeno saco.

 - Alguma clientela; já homens feitos, ao ouvido falavam-lhe nas pequenas caixinhas com preservativos, tinha-as guardadas nas algibeiras interiores do casaco.

- Ao cair da tarde, de regresso daquela vila vizinha, lá estava ele perto da ponte (nos arredores da Pensão Grilo) na esperança de uma boleia, que não tardava, deixando- o em Salvaterra, na estrada em frente do Cemitério.

-  José dos Santinhos, ao iniciar a caminhada pela areia solta, até à sua barraca passava ao lado do  Forno da Cal, mas ainda tinha tempo de beber uma boa “golada de água”, na torneira do fontanário construído, junto à taberna do João da Quinta !.

*José Gameiro

Nota: Foto usada – Livro “Benavente: A fotografia na 1ª metade do século XX” – edição CMBenavente

*Faceboock – José Gameiro

06.10.2018

 

 

 

publicado por historiadesalvaterra às 12:40
link do post | comentar | favorito

.mais sobre o autor

.pesquisar

 

.links

.arquivos

. Outubro 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Abril 2016

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Março 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Abril 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.tags

. todas as tags

.Outubro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.VISITANTES

blogs SAPO

.subscrever feeds