Segunda-feira, 8 de Outubro de 2018

CRÓNICA DO NOSSO TEMPO ! * A Sorte do Barrete - Um uso em Foros de Salvaterra séc. XX

A SORTE DO BARRETE,

usada pelo povo de Foros de Salvaterra. ainda no séc. XX. Um dia, naquele ano de 1962, já namoradeiro fui até àqueles sítios para conhecer e ser apresentado a alguns membros da família da minha escolhida - especialmente avós e tios.

* Tive ali ocasião de assistir ( depressa me vi junto ao grupo de maridos//mulheres, filhos que serviam de testemunhas daquela cerimónia pública). a um pedaço de distancia.  Decorria a "sorte do barrete" o amigo de confiança; João Neves Travessa (João Serôdio), estava presente e chefiava o acto da partilha de um Foro, que contemplava toda aquela mão cheia de filhos/irmãos.

- João Serôdio, homem experiente naquelas partilhas, já tinha feito a medição do terreno em partes ( tantas quantas os herdeiros), segundo os pais ali presentes.

Sem nome Barrete.pngHouve que ter em conta o valor das benfeitorias existentes (poços, casas, celeiros, arvores, vinha, caminhos de acesso, palheiros, etc., que receberam valorização. .Os filhos foram perfilados do mais velho para o mais novo (1) e foi-lhe atribuído um numero. Depressa foram feitos iguais papeis do mesmo tamanho, onde lhes foi escrito um numero.. Enrolados (bolinhas), que foram introduzidas num barrete já mostrado a todos - estava vazio

* . Uma mão, agarrou o fundo, outra fechava a boca, e depressa; uma, duas, várias voltas - a operação para o sorteio estava feita.

* Do filho mais novo, para o mais velho. foram sendo tiradas as "bolinhas de papel" - no final aquele que tirou a parte do terreno e benfeitorias mais pequena, receberia de todos os outros a devida compensação, no prazo de um mês.  No final os progenitores, ofereceram um almoço aos filhos, e demais familiares convivas.

*Passando à posse do seu terreno, a legalização em termos oficiais, só acontecia após a morte dos benfeitores.

*Acontecia que por ali ainda havia gente a pagar décimas em nome dos avós, por falta de acordo e até desavenças, sendo o mais velho encarregado de fazer a "colheia" para o pagamento anual nas Finanças de Salvaterra de Magos.

*José Gameiro

*******

(1) - havia um filho já falecido, foi representado pelo descendente mais velho

Facebook - José Gameiro

30.09.2018

publicado por historiadesalvaterra às 16:37
link do post | comentar | favorito

.mais sobre o autor

.pesquisar

 

.links

.arquivos

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Abril 2016

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Março 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Abril 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.tags

. todas as tags

.Novembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


blogs SAPO

.subscrever feeds