Sábado, 28 de Setembro de 2019

CRONICA DO NOSSO TEMPO - Manuel da Silva Valente, o Empresário que veio de Ovar

MANUEL DA SILVA VALENTE

 O EMPRESÁRIO QUE, UM DIA VEIO DE OVAR,

e adotou Salvaterra de Magos como sua terra – natal.A primeira guerra mundial (1914-18), tinha acabado há dois anos mas o povo de Avanca, continuava nos seus afazeres de todos os dias - no amanho da terra, no apanho do moliço e na pesca, coisa penosa para seu sustento.

 Era gente da beira litoral, de poucas letras, não sabendo que, foi terra de Antuã e  já existia antes do séc. XIII, tempo que integrou o Mosteiro de Arouca, e com o passar dos séculos, já era um povoado cuja toponímia agregava meia dúzia de ruelas e largos,  onde num deles tinha sido construída a Igreja Matriz,  de invocação a Santa Marinha, com a primeira missa celebrada a 24 de Fevereiro de 1749, e em 1864, Avanca albergando cerca de 4 mil vizinhos, passou a ser freguesia do concelho de Estarreja.

Manuel Augusto Valente, nascido nesta povoação, era homem de negócios entre Portugal e Brasil, foi casar ali perto, em Ovar, com Emília Oliveira Soares, desta vila. fundada a 4 de Dezembro de 1811.  O casal, vivendo em Ovar, ali viu aumentar a família, pois no dia 27 de Setembro de 1920, nasceu o último – um rapaz, de uma prole de cinco filhos, aquém foi dado o nome de Manuel Augusto da Silva Valente.

Este tal como os irmãos teve uma infância cuidada no âmbito familiar, e na área da educação foi-lhes incutida as preces a Deus, através da religião católica, conduta que Manuel Valente acompanhou pela vida fora.

Sem nome Manuel Valente.png

A morte do pai, e de um irmão, que já estudava na universidade, aconteceram quando o jovem Manuel tinha apenas 15 anos de vida, mas o irmão Jaime mais velho de idade, depressa continuou os negócios da família, que levou a construírem em Aveiro, uma fábrica de Descasque de Arroz.

 

  O jovem Manuel Valente, mostrava ser pessoa recatada, resoluta e possuidora de bom trato humano, depressa junto com aquele irmão Jaime  imbuídos de grandes esperanças de singrar na vida, levou-os a descer até à Lezíria ribatejana e, criando a firma; Jaime da Silva Valente, Ldª,  instalaram-se num terreno  em Salvaterra de Magos, para construírem  de raiz uma moderna  unidade fabril, também na área do descasque do arroz, pois as terras de entre o Tejo e o Sorraia,  eram férteis em arrozais.

2 Sem nome.png

 Os destinos da nova fábrica ficou entregue ao Manuel Valente, e já  a viver nesta vila ribatejana, encontra na jovem Carlota Madeira, de Marinhais (31.01.1923 – 02.07.2003), a esposa que o viria acompanhar até ao dia da sua morte. Do Casamento, nasceram duas filhas; a Ana Maria e a Emília Madeira Valente.

   No dobrar do séc. XX, a fábrica continuava a laborar em pleno ali à beira da EN 118, à saída de Salvaterra, até que na década de 80, outros  negócios foram aparecendo na vida empresarial da firma, tais como:  uma fabrica de galvanização.

  A agricultura, nos seus vastos terrenos na zona do Vale Queimado, e o mercado em loteamentos  passaram a ocupar a actividade da firma Jaime Valente.

3 Sem nome.png

Manuel Valente sempre teve presente  no seu espirito cristão, ajudar os outros e, não deixou de apoiar cedendo naquele terreno, um espaço para  a construção de um bairro social com um Lar, uma iniciativa religiosa- adventista que pretendia instalar-se nesta zona.

  Anos antes já tinha dado guarida às necessidades da Igreja Paroquial de Salvaterra, quando da construção dos bairros sociais, que levaram a acabar na vila as barracas, onde viviam famílias pobres, especialmente de origem rural.  A Misericórdia local também contou com ele num mandato na década 70, a par das colectividades, e da autarquia receberem o seu contributo, pois era pessoa sempre disponível para preencher qualquer lugar directivo.   Nas Festas de Salvaterra, que tiveram início em 1966, participou no campo da organização, e nas provas hípicas do seu programa, nas exposições daqueles festejos, não deixou  de mostrar  uma sua grande paixão de desportista, que trouxe de Aveiro.

 - Foi uma novidade os barcos a motor da Scudaria Magos, novo clube criado na vila com o seu grande amigo; Manuel João Raposo, entre outros praticantes, que passaram a usar a Barragem de Magos. para as muitas provas já incluídas no calendário nacional da modalidade.

   Dos terrenos que a empresa tinha atrás do cemitério de Salvaterra e da sua antiga fabrica, agora inactiva, fez uma doação à Câmara Municipal na década de 80, para ali serem construídas habitações sociais.

   Quando da sua morte, em 3 de Dezembro de 1999, os adventistas do Vale Queimado, não deixaram de manifestar o testemunho do seu agradecimento, encimando o seu caixão de defunto com uma enorme coroa de flores.

   As filhas, Ana Maria (a Nani) e a Emília Madeira Valente, já herdeiras do património e gerentes da firma;  Jaime Valente, tomaram em conta  os desejos do pai , não se desfazendo dos bens deixados,  desenvolvendo  até, no campo do imobiliária – onde a antiga unidade fabril e armazéns, foram arrendados  sendo uma nova forma de ajudar o desenvolvimento da terra, com novos postos de trabalho na vila que um dia o pai; Manuel Valente acarinhou como sua!

*José Gameiro

Origem Fotos:  Manuel Valente e Fábrica em 1947 (Da Família) * Antiga Unidade Fabril  1980 (Do Autor)

 

publicado por historiadesalvaterra às 18:16
link do post | comentar | favorito

.mais sobre o autor

.pesquisar

 

.links

.arquivos

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Abril 2016

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Março 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Abril 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.tags

. todas as tags

.Janeiro 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


blogs SAPO

.subscrever feeds