Quarta-feira, 9 de Outubro de 2013

3 - ESCRITORES DO TEMPO QUE PASSA!....

Uma admiração, que muito me honrou!....

Justino Mendes Almeida, nasceu na vizinha vila de Benavente em 1924.

O tempo da revolução dos cravos de 1974, já à algum tinha decorrido, no entanto o povo na ânsia de a solenizar para a recordar, não deixava de aproveitar alguns atos públicos, ou mesmo promevelos, especialmente no campo da cultura, como era o caso de Salvaterra de Magos. Numa dessas sessões foi promovida pelo Departamento de Cultura, da Câmara Municipal, entretanto instituído na reorganização administrativa do município. O novo pavilhão desportivo, da recém inaugurada Escola Secundária, era o local aproveitado para a realização desses eventos. Um dia realizou-se uma jornada histórica sobre Salvaterra de Magos. Os interessados acorreram em grande quantidade, pois encheu aquele espaço, os intervenientes eram nomes de renome: Prof. Dr. Veríssimo Serrão e o Prof. Dr. Justino Mendes de Almeida



Já no período das perguntas dos presentes, eu, quis tirar umas dúvidas!.. Estando os Salvaterrenses à distância do povo Benaventino, cerca de 5 léguas, o porquê daquela vila ser mais velha 70 anos do que a sua vizinha Salvaterra de Magos.
O Prof. Mendes de Almeida, lá me informou, usando o termo: a população Salvaterriana (foi a primeira vez que ouvi) naquele tempo não pertencia à Ordem de Aviz.... Terminada a sessão, procurou-me e interessou-se saber pelo meu interesse da origem dos dois povos, pois ele era natural de Benavente, e desde menino se interessava pelo passado histórico desta vila de Salvaterra de Magos.



O tempo foi passando, de tempos a tempos me enviava algumas das suas edições e quando voltou a Salvaterra, para novo ciclo histórico, me fez a oferta do livro “O Convento de Jenicó” da autoria de seu primo Alfredo Betâmio de Almeida, e lá indagava das minhas pesquizas.


Soube que era um estudioso da língua de Camões, mesmo aprofundando a leitura dos “Lusíadas”. O Prof. Dr. Justino Mendes de Almeida, Chegou a reitor da Universidade Antónoma de Lisboa e Leitor Academio (Vice- Presidente da Academia Portuguesa da História), entre um vasto trabalho de publicações e estudos, ofereceu-me em 2004, um livro da edição “Estudos da História da Cultura Portuguesa” que trazia uma dedicatória – que muito me honrou!... – Faleceu em Lisboa, em 2012, exercendo ainda a função de Magnifico Reitor Emérito, da Universidade, que ajudou a fundar – Universidade Antónoma de Lisboa

JOSÉ GAMEIRO
publicado por historiadesalvaterra às 15:37
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre o autor

.pesquisar

 

.links

.arquivos

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Abril 2016

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Março 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Abril 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.tags

. todas as tags

.Fevereiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
21
22
23
24
25

26
27
28


.VISITANTES

blogs SAPO

.subscrever feeds